Seguidores

terça-feira, 27 de junho de 2017

Uns certos sonhos - (Texto sem a vogal "A")




Surpreendo-me com meus sonhos repetitivos, sonhos repletos de positivos quereres, um encontro. Curioso é que nem sei se você existe ou se é fruto de sonhos meus. Homem de belo porte, um deslumbre!

E tenho todo tempo disponível com você, estou sempre com um objetivo... Ver, sentir!

Em meus sonhos, você sempre por perto. Sinto seu perfume, seu toque é leve como cetim, tem efeito eloquente... Vives por onde? Oh misterioso ser!
Espreito o vento, o escuro noturno, e, em nenhum ponto consigo vestígios que confirme o seu existir...
Meus sentires, criteriosos? Divinos e loucos sentires! Sinto medo do inconsistente, porém sigo em frente.
Perigo? Sim! Corro o risco de perder-me no trecho obscuro sem que encontre o fio que lhe prende. E me pergunto... Terei êxito ou terei dores, serei feliz ? Presumo tudo de melhor nesse encontro, penso forte.
Penso no doce dos seus beijos, no negro dos seus olhos, no porte imponente e creio que o sorriso é como um feitiço, lindoo! E se tudo for diferente, como vou ter o sorriso eloquente que tenho em meus sonhos?

Num repente, encontro um bruxo que leu e releu os meus riscos que dizem do viver ou sofrer, Esboçou um sorriso e disse - queres ouvir? Penetrei no seu sonho, confesso que vislumbrei o homem que dizes ser um Deus grego, - é pequeno, e sem nenhum item que desperte um querer, vi tudo negro, o verde ficou gris, vi você sem solo, sem roteiro... Meu sorriso endureceu, meu olho petrificou, voei, virei um ser sucumbido, um esqueleto desiludido defronte o bruxo rindo de mim, como quem diz... melhor crer em Deus que em mim, és somente um bobo!!

dinapoetisadapaz

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Bom dia e feliz semana!


Bom dia meus amados amigos leitores. Desculpem a ausência, estive com visita nesse fim de semana, logo estarei retribuindo presenças  aqui registradas.



B endito seja o amanhecer e os encantos da natureza,

O azul do céu, a brisa  suave, o colorido das flores, e o despertar íntegro 

Momento propício de agradecimento pela beleza a alegrar nossos olhos


D esejo infinita Paz e coragem aos amigos e

I rmãos, que diariamente estão a tecer esperanças, 

A vida é feita de sonhos, realizáveis ou não...!

Resultado de imagem para beijo

dinapoetisadapaz

quarta-feira, 21 de junho de 2017

A noite se abre em Solidão



A noite se abre em solidão
A lua em sono profundo
Não há estrelas nem turbilhão
Na noite de silêncio agudo
Vejo um mundo sem expressão

Astros cochilam, é minha impressão
O céu está sizudo, orfão de claridade
Assim está o meu ser, farto de desilusão
Débil, sequioso de verdades,
Penso que perdi a autenticidade

Viajo em meus pensamentos
O que vejo não trago comigo
Deixo por lá meus tormentos
Sonho de cetim vagando ao vento
Noite de tumulto em meu abrigo

dinapoetisadapaz

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Felicidade




Ousadia é para poucos
Faço parte de tal fatia.
Sou ousada e otimista
Sou feliz com minha realidade.

Meu humor é contagiante
Tristeza não aporta em meu cais;
Meu mar não é de lágrimas
Minha alegria é o lume para o escuro.

O sorriso tem cara
De rosa se abrindo,
É como estrada florida
Perfumando a vida

Ser feliz é condicionamento,
Ao esbanjar alegria
A felicidade se achega.
Vem pelas asas do tempo.

dinapoetisadapaz

sábado, 17 de junho de 2017

Timidez ( sem a vogal "A")




Sou tímido sim, converso pouco, observo muito, sou um sujeito que prende no cérebro o que meus olhos detêm, sou inteligente, desenvolvo projetos que se escondem sob o profundo medo que me encolhe, que decresce meu ser, fico impotente e de rosto vermelho, é um poderio forte que reduz meu desempenho, sente-se dono de mim, tudo escurece, tenho crise de mudez e despenco feio!
Tenho quereres fecundo, sei que vou vencer, creio que o medo tem seu tempo, e eu terei o meu. Espero por meus momentos isentos do medo. 

Oh impiedoso medo, por que me consomes? Procure outro ser, eu preciso crescer. Espero muito em breve poder rir do esconderijo que lhe reservo, vou espremer o seu poderio e ouvir seu grito de socorro, o vencedor ? Eu!!

Quem criou este improducente e incoerente sentimento destruidor? 

dinapoetisadapaz

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Trabalho solidário




Fico horas a admirar,
A disposição das formigas,
Tão pequenas e ágeis,
Trabalham sem parar.

Sozinha ou em bando,
E nunca indolente,
É exemplo evidente
Pra quem vive vadiando.

Roda igual bailarina,
A procura de alimento,
Não muda sua rotina,
Não dispensa fragmento.

A comunicação entre elas,
É algo bem interessante,
Com suas sensíveis antenas
Falam-se entre si, é algo tocante

Estão sempre irrequietas
Não perdem um fragmento
Qualquer migalha vira festa
Lá pelos seus aposentos.

dinapoetisadapaz